Home > Notícias

Versão do Atom para portáteis será 52% mais cara que para desktops

Por conta de sistema de resfriamento, chip Intel Atom N270 para laptops custa US$ 44, enquanto Atom 230 para desktops sai por R$ 29.

IDG News Service/Taipé

21/07/2008 às 10h06

Foto:

O processador Atom, da Intel, feito para netbooks ou minilaptops custará 52% mais que sua versão para desktops, de acordo com a última lista de preços divulgada pela Intel. O Atom N270, voltado a mini-laptops, custa 44 dólares, comparado aos 29 dólares do Atom 230, para desktops.

O Atom é o processador com menor tamanho e potência da Intel, designado para uma nova categoria de equipamentos de computação de baixo custo e sempre conectados à internet.

Os chips encontraram seu lugar com vários aparelhos, principalmente entre os populares ultraportáteis, que incluem  o  Eee PC, da Asus; o Wind, da MSI; o Aspire one, da Acer; e o M912, da Gigabyte.

Os ultraportáteis ficaram populares porque são pequenos e leves, pesando normalmente menos de um quilo, o que os torna muito fáceis de se carregar. Eles também são baratos, com preços abaixo de 500 dólares, e muitos dos novos funcionam por sete ou oito horas com uma bateria de seis células.

A diferença entre a versão para laptop do processador Atom e a versão para desktop é o calor. Há mais espaço dentro da CPU de um desktop para permitir que o calor seja dissipado ou para mais sistemas de refrigeração como ventiladores, o que permite que o chip seja produzido usando material menos caro. O Atom 230, por exemplo, requer um empacotamento mais barato que o N270.
++++
Poucas empresas fizeram desktops usando Atom, incluído a versão desktop do Wind da MSI que consome apenas 35 watts de potência ao funcionar, cifra muito baixa comparada aos 250 watts de um PC tradicional. A Asus também construiu o Eee Box usando o microprocessador Atom.

Durante a conferência do segundo trimestre para investidores da Intel realizada na semana passada, executivos da Intel disseram que tem alcançado uma forte venda e que a companhia tem revisado para cima sua estimativa de produção a cada 40 dias.

A procura pelo processador não têm sido apenas para ultraportáteis, disseram eles, mas também em aparelhos embutidos e eletroeletrônicos.

O concorrente mais próximo do Atom no mercado hoje é da Via Technologies. O laptop da HP utiliza o processador de 1,2 GHz Via C-7M. A empresa de Taiwan lançou seu último processador de baixo custo, o Isaiah, no mês passado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail