Home > Notícias

Vimeo recodifica parte do acervo para rodar em smartphones

Serviço de compartilhamento terá vídeos no formato H.264, compatível com dispositivos móveis como iPhone e Android.

Redação da Digital Arts Magazine

13/11/2009 às 14h21

Foto:

O serviço de compartilhamento de vídeos Vimeo acaba de lançar uma versão de seu site para acesso via aparelhos móveis – leia-se smartphones, como o iPhone e o Android.

Além de ganhar uma visualização mais fácil em navegadores móveis, o site do Vimeo também ganhou versões recodificadas de seu conteúdo, em formatos compatíveis com os smartphones mais populares.

Nem todo o conteúdo do site está disponível agora. Num primeiro momento, o Vimeo oferece alguns vídeos selecionados internamente, parte do acervo que está originariamente em alta definição, e um apanhado dos vídeos mais populares do site.

Para facilitar o acesso, a página do Vimeo traz uma amostra desse acervo em uma lista extensa, mas não há caminho fácil para navegar ou procurar pelo resto do acervo.

Para aficionados
Lançada em 2004 por produtores de filmes, o Vimeo se diferenciou do YouTube por oferecer vídeos com resolução melhor, como 720p HD.

Sua meta era atrair os aficionados por vídeo de alto nível. Além disso, ele recusa conteúdo comercial, incluindo programas de TV, trailers e vídeos de games.

Quem gosta do Vimeo ressalta o fato de que o site permite uma cota relativamente generosa de 500 MB para upload por semana (ou 5GB por semana se você for um assinante pago).

E a escolha da codificação H.264 para vídeos destinados a aparelhos móveis faz diferença porque mostra que mais um site de peso oferece vídeo em um formato não-Flash.

O iPhone, como se sabe, não suporta Flash, e apesar de outras plataformas planejarem adicionar esse recurso, a Apple parece estar firmemente disposta a reforçar o padrão que seu aparelho já utiliza.

Caminho fácil
Dada a popularidade do iPhone, a adesão de sites web ao formato H.264 parece ter-se mostrado mais fácil do que esperar que a Apple decida se entender com a Adobe.

Mas o YouTube é o maior fornecedor de vídeo H.264 para o iPhone, e o Vimeo vai ter que se esforçar se quiser alcançar o concorrente, que já tem a maioria do seu vasto acervo de vídeos disponível para versões móveis.

Hoje, quando um vídeo é carregado no YouTube, ele já é automaticamente codificado para ser visto também no iPhone, e o serviço aparece em destaque na tela inicial do iPhone.

A estratégia do Vimeo pode não ser atrair o maior número possível de usuários. Mas a empresa procura construir uma comunidade que demonstre interesses mais profundos do que em vídeos domésticos de bichos de estimação. E a iniciativa do Vimeo em conteúdo móvel podem bem servir a este objetivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail