Home > Notícias

Volume mundial de mensagens indesejadas cresceu 53% no 2º trimestre

No entanto, as estatísticas do Postini, do Google, mostram que a variação nos últimos 12 meses foi de apenas 6%.

IDG News Service/Reino Unido

01/07/2009 às 15h54

Foto:

No segundo trimestre de 2009, o volume de e-mails em massa não solicitados, os spams, aumentou 53% em comparação com os três meses imediatamente anteriores, informou o Google nesta quarta-feira (1/7). As estatísticas são do grupo antispam Postini, que pertence ao buscador. Os números mostram, porém, que em relação ao mesmo período de 2008, o aumento no volume de spam foi de apenas 6%.

Segundo o gerente de marketing de produtos do Google Enterprise, Adam Swidler, o volume de spams tem sido instável após alguns provedores que permitiam o uso de sua estrutura por spammes terem sido fechados.

No mês passado, após o provedor Pricewert ser desligado pela Federal Trade Comission, dos Estados Unidos, Swidler afirma que o total de spams caiu 30%. Em novembro do ano passado, quando a rede de botnets McColo foi desligada, o volume mundial de spams caiu 41%.

Os spammers reagiram e, em questão de um mês, novas máquinas se tornaram vítimas de botnets - rede de PCs zumbis. Junho foi o mês com o maior volume de computadores com códigos maliciosos que o tornam parte de uma botnet.

Especificamente, no dia 18 de junho, 2 horas foram suficientes para spammers enviarem o mesmo volume ao equivalente a metade de um dia normal.

O Postini oferece segurança, arquivamento, restrições a acesso e outros
serviços em mensagens para cerca de 50 mil clientes corporativos ao
redor do planeta.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail