Home > Notícias

Windows Blue poderá trazer de volta botão Iniciar e boot para o desktop

Recursos poderiam ajudar usuários corporativos a migrar para o sistema sem fazer grandes mudanças em seu modo de trabalho.

Jared Newman, PCWorld EUA

16/04/2013 às 20h00

Foto:

Com o Windows Blue, uma atualização do Windows 8 que deve ser lançada em meados deste ano, a Microsoft pode admitir que nem todo mundo quer, ou precisa, da “Tela Iniciar” da “Interface Moderna” (Modern UI) do sistema.

Citando fontes que não foram identificadas, tanto a ZDNet quanto o The Verge dizem que a Microsoft está considerando uma opção de boot para o desktop no Windows Blue. Esta opção, que viria desabilitada por padrão, permitiria ignorar a nova Tela Iniciar e ir diretamente ao desktop quando o computador é ligado.

Sinais desta opção também foram vistos no início desta semana entre os arquivos de uma versão do Windows Blue que vazou na internet. Presume-se que esta opção seria mais simples do que a solução atual, que envolve usar o agendador de tarefas para abrir automaticamente o Windows Explorer sempre que o sistema é iniciado. Entretanto, há relatos conflitantes sobre se a Microsoft irá trazer de volta o botão Iniciar. A ZDNet diz que a Microsoft ao menos considerou a idéia, enquanto o The Verge diz que a Microsoft irá reter os “cantos ativos” que abrem a tela Iniciar e a barra de “Charms” quando o cursor é posicionado no canto da tela.

Também não está claro se a Microsoft irá trazer de volta o Menu Iniciar, permitindo que os usuários evitem a interface moderna completamente. Isto faria sentido, já que o principal motivo de uma opção de boot para o desktop seria permitir que os usuários corporativos adotem o Windows 8 sem fazer grandes mudanças em seu fluxo de trabalho. Entretanto, a Microsoft pode ser relutante em permitir que os usuários abandonem a interface moderna e sua loja de aplicativos, a Windows Store, tão facilmente. A empresa insiste que a maioria dos usuários adota rapidamente os novos recursos do Windows 8.

Sem um Menu Iniciar clássico, os usuários ainda terão de ir à Tela Iniciar para abrir aplicativos que não estejam fixos na barra de tarefas ou que não tenham atalhos no desktop. Como alternativa, os usuários podem continuar a usar alternativas de terceiros como o Start8 e o Classic Shell

De qualquer forma, a Microsoft ainda não parece ter se decidido. “Até o sistema ser lançado, tudo pode mudar”, disse a fonte anônima da ZDNet.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail