Home > Notícias

Windows XP continua vivo no Brasil, em downgrade ou nos camelôs

Sistema operacional da Microsoft ainda pode ser encontrado mesmo depois de prazo para venda pré-instalado se esgotar.

Guilherme Felitti, editor-assistente do IDG Now!

30/06/2008 às 8h40

Foto:

Os consumidores podem reclamar da nova versão, os integradores podem pressionar a Microsoft por um prazo maior e o sistema pode ainda mostrar fôlego para enfrentar um setor em ascensão (o de ultraportáteis), mas a dura verdade é que o ciclo de vida do Windows começa a terminar nesta segunda-feira (30/06) quando vence o prazo máximo dado pela gigante para que fabricantes pré-instalem o Windows XP em PCs novos.

A decisão significa que uma visita a qualquer varejo ainda nesta semana se traduzirá na visão das prateleiras cheias de caixinhas ou micros com Windows Vista? Ironicamente, não. O Windows XP se manterá vivo no mercado brasileiro não apenas até que durem os estoques de varejistas ou integradores.

Mais sobre o downgrade do Vista:
> Em 1º ano, Vista é assombrado pelo downgrade
> Ouça: Microsoft explica SP3 do XP e downgrade

No lado legal do mercado, fabricantes se cercam de estratégias de marketing que tentam denotar um tom positivo à possibilidade do usuário escolher pela versão anterior do sistema operacional.

O uso de termos como ¨upgrade¨, ¨livre escolha¨ ou ¨satisfação do usuário¨ ajudam a esconder um pouco que muitas fabricantes de PCs custam a admitir oficialmente: que continuarão a vender o Windows XP em micros por meio do polêmico downgrade.

As regras de licenciamento da Microsoft permitem que usuários do Windows Vista Business e Ultimate tenham direito a uma licença do Windows XP Professional gratuitamente.

Usuários que, teoricamente, compraram uma cópia do Windows Vista e enfrentaram problemas de configuração ou usabilidade têm, assim, a chance de optar por um sistema que lhes sirva melhor.
++++
O que seria uma cláusula para evitar problemas pontuais, no entanto, se tornou uma brecha na estratégia da Microsoft de tirar o Windows XP de circulação em nome do Windows Vista quando fabricantes começaram a explorá-lo para continuar a ofertar a versão anterior do popular sistema operacional a um contingente de usuários ainda desinteressados em sua atualização.

Não custa lembrar que o fim das vendas do XP não significa que o sistema operacional morreu. A Microsoft continuará a divulgar correções de segurança e outras atualizações para o sistema operacional até 2014.

No Brasil, a primeira a admitir que seguiria o caminho do downgrade foi a Dell, que replicará seu modelo anunciado nos Estados Unidos.

Usuários das linhas Latitude e Optiplex poderão comprar micros com o Windows XP Professional instalado gratuitamente, como se, automaticamente, o usuário explorasse a política de licenciamento da Microsoft e preterisse o Windows Vista Business.

Clientes da linha Vostro terão que pagar uma taxa adicional de 25 dólares pelo downgrade.

Já a HP montou dois pacotes para usuários que ainda buscam o Windows XP.¨Todas as máquinas saem de fábrica com (Windows) Vista Downgrade XP Pro ou (Windows) Vista Business¨, explica Augusto Rosa, gerente de desktops da fabricante.

Ainda que a HP tenha encontrado um pomposo nome, o tal Windows Vista Downgrade XP Pro não passa do computador com Windows XP instalado de fábrica com uma licença do Windows Vista Business acompanhando a máquina - todos os PCs de linhas corporativas vendidos pela HP trazem CDs para instalação tanto do XP como do Vista.

A Lenovo, por sua vez, deixa claro que cumprirá a data limite da Microsoft para o fim do Windows XP. ¨Porém, essa migração não será forçada e imposta ao cliente. (...) Sendo assim, os consumidores podem continuar tendo a versão do Windows XP em suas máquinas até que haja essa adaptação natural¨, esclarece a fabricante em comunicado à imprensa.
++++
Ainda que não cite o termo ¨downgrade¨, como todas as suas rivais, a Lenovo continuará a vender PCs com Windows XP pré-instalado. Clientes que prefiram a versão anterior à nova, basta avisar à fabricante para que a pré-instalação seja feita.

Clientes ganham apenas a licença - caso queiram um disco com o Windows XP, é preciso entrar em contato com a Microsoft, adverte a Lenovo.

A mudança para Windows XP nos micros da Lenovo e da HP são gratuitas.

Por outro lado, as fabricantes Sony e Positivo afirmaram que não praticarão a técnica conhecida como downgrade. Questionada pelo IDG Now!, a Semp Toshiba não respondeu sobre seus planos para o fim do prazo oficial para venda do Windows XP pré-instalado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail